top of page

Livre





Livre

 

Não há machado que corte a raíz ao pensamento

não há morte para o vento

não há morte


Se ao morrer o coração

morresse a luz que lhe é querida

sem razão seria a vida

sem razão


Nada apaga a luz que vive

num amor num pensamento

porque é livre como o vento

porque é livre


Não há machado que corte a raíz ao pensamento

não há morte para o vento

não há morte


Carlos de Oliveira


2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page