top of page

Poderia chorar e poderia rir, sinto-me leve e pesado [em simultâneo].*



Segundo Hermsen (2022), a melancolia é um estado de espírito ambivalente por excelência: aflição adjacente à alegria, que não só pode refletir a dualidade do nosso ânimo (simultaneamente, sombrio e alegre), como também a estimula, “dá alma à pessoa ou a inspira”.


A forma de entender a melancolia foi sendo modificada ao longo do tempo e são vários os filósofos e pensadores que a abordaram, entre os quais Platão, Kierkegaard e Freud. Está associada à nostalgia, à saudade, à dor e sofrimento, é derivada da nossa consciência do tempo, da transitoriedade da vida e da perda.


Questiona: “Em que circunstância dispõe o ser humano de coragem suficiente, esperança e capacidade de luta para superar uma perda inevitável e procurar novas formas de seguir em frente, e que circunstâncias se deixa arrastar pela dor? A melancolia é um estado de espírito vivenciado por pessoas de todo o mundo, mas pode transformar-se em medo, e o medo distancia-nos, faz-nos ver o outro como um estranho. Como podemos evitar que os sentimentos melancólicos que fazem parte da nossa condição humana deem lugar à depressão?


Deste modo, propõe uma abordagem nova da melancolia, que defendendo não ser sinónimo de depressão, pode estimular a criatividade e capaz de ajudar a transformar e estabelecer uma nova relação com o mundo e consigo mesmo.


Apesar dos tempos de perturbação em que sentir medo e sentir-se ameaçado são sentimentos comuns, enfatiza que para conservarmos a melancolia “num estado saudável” há necessidade de existir coesão social, afeto, artes, educação e um espaço político cultural comum.


“O amor, tanto pelos outros como pelo mundo, o nosso compromisso mútuo com o próximo e a nossa capacidade de criar coisas novas e inesperadas são caminho de esperança nas próximas décadas para que seja a humanidade – e não a tecnocracia- o princípio orientador da nossa sociedade.”.


Propõe que nos sintamos inspirados pela história dos outros, refletir sobre os nossos atos e procurar assumir a responsabilidade de "estarmos presentes" em tudo que fazemos.


A consulta psicológica é um espaço de partilha e reflexão sobre a nossa relação connosco e com o mundo. Algum esclarecimento adicional, contacte para 939371354 ou consulte www.sofiasantosrodrigues.com.

*Tradução dos versos da obra de Coriolano, de Shakespeare.


23 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page